quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Eleição Vocacional

Eis que Engenharia e Psicologia estão em disputa por boa parte do tempo útil de meu cérebro nos próximos 5 anos.
Vamos aos prós e contras destes.
Engenharia tem à seu favor estar extremamente aquecida nestes últimos anos. Emprego "fácil" e bom. Grandes chances de crescimento profissional e salários compensativos.´
Porém, há contra ela, o grande desgaste causado pela rotina. Workaholic total. Vejo isso nos meus superiores.
Por enquanto não abro mão da minha vida pessoal. Por enquanto...
Eu sei que posso ser bom nisso e passar a ver a coisa de outro jeito. Também vejo isso nos meus superiores.
"Quem é bom no que faz. É o que faz." William Gibson.

Psicologia: Sou natural de humanas. É algo à que, a princípio, me dedicaria. É um assunto que me interessa muito. Já lí sobre a profissão. É pesada.
Profissionalmente, é a área que deve mais crescer no mundo. O curso de humanas que dá mais expectativas financeiras. Pessoas estão em ruínas. Todas. Isso é uma carga à se pensar se quer suportar.
Pesa contra eu já trabalhar na área de engenharia e ver psicologia como algo que eu gostaria de estudar e não trabalhar (como história, antropologia, teologia,...).

Nenhum comentário: